INDTECH

Cofinanciado por:

Designação do projeto: INDTECH 4.0 - Novas Tecnologias para Fabricação Inteligente

Código do projeto: POCI-01-0247-FEDER-026653

Objetivo principal: Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de intervenção: Mangualde (PSA); Porto (FEUP); Maia (Critical Manufacturing); Covilhã (UBI); Braga (Neadvance) Ílhavo (Motofil Robotics); Coimbra (Active Space Technologies) ; Torres Vedras (RARI) * Vila Real (UTAD)

Data de aprovação: 26-04-2018

Data de início: 01-03-2018

Data de conclusão: 28-02-2021

Custo total elegível: 8.595.632,45 EUR

Apoio financeiro da União Europeia: 5.323.429,11 EUR

SÍNTESE do PROJETO

O projeto INDTECH 4.0 - Novas tecnologias para fabricação inteligente tem como objetivo geral a conceção e desenvolvimento de tecnologias inovadoras no contexto da Indústria 4.0/FoF (Factories of the Future), recorrendo à mobilização de múltiplos parceiros empresariais e de centros de investigação, bem como à liderança de uma unidade de montagem de veículos automóveis (Original Equipment Manufacturer (OEM)) da fábrica Peugeot Citröen Automóveis Portugal S.A. (PSA Mangualde) como campo de referência para a experimentação, demonstração e validação tecnológica.

As tecnologias críticas, a desenvolver, prototipar e testar e que constituem os principais objectivos de I&D centram-se ao nível das seguintes áreas core:

1. Conceção e desenvolvimento de sistemas de automação e robótica assentes em abordagens colaborativas, flexíveis, adaptativas e inteligentes (Robótica Colaborativa)

2. Conceção e desenvolvimento de soluções avançadas para inspeção e rastreabilidade com recurso a visão computacional;

3. Conceção e desenvolvimento de sistemas mecatrónicos para soluções autónomas de movimentação assentes em vetores de flexibilidade, adaptabilidade e modularidade (Robótica Móvel - Authonomous Guided Vehicles)

4.Conceção e desenvolvimento de sistemas ciberfisicos assentes na digitalização, virtualização e controlo avançado do processo produtivo de Chão-de-fábrica (sistemas de produção ciberfísicos)

5. Conceção e desenvolvimento de sistemas de novos modelos de optimizaçao/flexibilização de processos de apoio à decisão (SAD) para unidades de produção de HM-LV assentes em modelos avançados de planeamento/simulação/otimização de processos, tendo como horizonte temporal o ano 2025.

É promovido por um consórcio completo, formado por seis entidades empresariais com robustas competências de I&D, que se posicionam como utilizadoras ou produtoras de tecnologias nucleares, encontrando-se suportadas no conhecimento técnico-científico de múltiplos centros de investigação territorialmente distribuídos e ligados a três entidades distintas do Sistema Nacional de Investigação e Inovação (SI&I).

Resultou de uma ideia gerada internamente pela PSA Mangualde, em parceria com as restantes entidades copromotoras, designadamente a AST – Active Space Technologies – Actividades Aeroespaciais, S.A., CRITICAL Manufacturing S.A., NEADVANCE – Machine Vision, S.A., MOTOFIL ROBOTICS, S.A., RARI – Construções Metálicas, Engenharia, Projectos e Soluções Industriais, S.A., FEUP – Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, UBI – Universidade da Beira Interior e UTAD – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Enquadrado no regime Co-Promoção dos projetos de I&DT, avaliado o mérito pela AICEP, nos termos do DL n.º 191/2014 de 31 de dezembro que regula o Regime Contratual de investimento segue uma abordagem de inovação partilhada/aberta, sendo que todas as tecnologias a desenvolver resultarão da fusão do conhecimento dos copromotores, empresariais e não empresariais.

Trata-se de um projecto de especial interesse estratégico para a economia portuguesa pelo seu impacto no volume de exportações, no valor acrescentado nacional, no valor do investimento directo estrangeiro, no índice de tecnologia incorporada, na criação de postos de trabalho, no aumento da produtividade e de automatização a nível operacional tanto na fase de teste/demonstração como na fase de replicação para o conjunto da unidade fabril posterior ao projeto.

O projeto constitui-se como um forte acelerador da actividade de I&D das sociedades do consórcio sendo para a mairia destas o porjeto de I&D de maior impacto tenológico e dimensão económica a realizar entre 2018 e 2021. Com efeito, estima-se que até 2020, a despesa de I&D das empresas envolvidas no projeto evolua de um valor base de 2,8 milhões de Euros para um valor aproximado de 4,8 milhões de Euros.

Os consorciados empresariais, são empresas altamente exportadoras e com ofertas competitivas a nível global.

A PSA Mangualde, é a 9.ª maior exportadora do país, com volumes de vendas de cerca de 400 milhões de euros/ano, enquanto todos os restantes consorciados empresariais correspondem a fornecedores de média/alta tecnologia, com forte presença nos mercados externos.

ACÇÕES A DESENVOLVER E RESULTADOS ESPERADOS

01 - Ao nível da criação de novos postos de trabalho altamente qualificados

a) O Projeto INDTECH 4.0 prevê, a nível empresarial, 26 novas contratações de pessoal altamente qualificado afetas a atividades de I&D, a ocorrer até 2019. Simultaneamente, até 2020, serão adicionados 83 quadros altamente qualificados no conjunto dos promotores empresariais, como resultado da dinâmica de crescimento empresarial.

02 – Ao nível da divulgação alargada de resultados prevê:

a) Realização de teses de mestrado e/ou doutoramento e/ou pós-doutoramento - Será promovida a realização de teses de mestrado, doutoramento e pós-doutoramento, numa lógica de cooperação empresas-entidades do SI&I envolvidas no projeto INDTECH 4.0, em áreas científicas com relevância em termos de I&D;

b) Publicação de artigos em revistas especializadas - Serão publicados artigos técnico-científicos em revistas especializadas, como forma de assegurar a divulgação ampla do know-how científico/tecnológico desenvolvido com a implementação do projeto INDTECH 4.0;

c) Participação em eventos científicos relevantes - Será promovida a participação e organização de eventos científicos para divulgação e discussão dos resultados atingidos durante a realização do projeto INDTECH 4.0 (sob a forma de papers e working papers científicos), com enfoque nos avanços alcançados no domínio das tecnologias da Indústria 4.0 em desenvolvimento no âmbito de cada SP;

d) Registo de patentes - Será efetuado o registo de patentes para proteção de propriedade industrial/intelectual considerada crítica, relacionada com os desenvolvimentos a alcançar com a implementação do projeto INDTECH 4.0;

e) Participação em feiras/certames - Será promovida a participação de alguns dos copromotores empresariais do projeto INDTECH 4.0 em feiras/certames internacionais relevantes, designadamente, para efeitos de divulgação dos resultados passíveis de serem valorizados do ponto de vista económico;

f) Realização, na PSA Mangualde, de sessões de demonstração dos protótipos desenvolvidos - Serão realizadas, na

PSA Mangualde, sessões de demonstração, abertas à comunidade científica e empresarial nacional e estrangeira, das tecnologias do projeto INDTECH 4.0 (abarcando cada um dos demonstradores previstos em cada SP), nomeadamente, do potencial de performance induzido pelos pilotos de teste a desenvolver no projeto;

g) Conceção e desenvolvimento do sítio do projeto na internet - Será criado um sítio eletrónico do projeto INDTECH 4.0 para publicitação dos seus objetivos, principais resultados (e.g. publicações técnicas e científicas geradas) e divulgação de sessões públicas de apresentação/demonstração.

03 - Ao nível das exportações, em 2023, estima-se num valor global de cerca de 30 milhões de euros, repartido pelos seguintes consorciados:

- PSA Mangualde: 21 milhões de Euros;

- Motofil Robotics: 5,7 milhões de Euros;

- RARI: 1,1 milhões de Euros;

- Critical Manufacturing: 800 mil Euros;

- AST: 375 mil Euros;

- NEADVANCE: 120 mil Euros.

Em termos de valorização de resultados, este projeto, para a Critical Manufacturing e restantes lideres de SP’s, resultará na visão expectável das suas atividades positivamente afetadas através da expansão do seu negócio. Para a PSA Mangualde, resultará no aumento da produtividade e automatização.